Canonical – O que é e como usar no Magento?

Alexsandro Queiroz 16 de novembro de 2018 0 Comentários

O que é uma tag canonical?

Uma tag canonical (também conhecida como “rel canonical”) é uma maneira de informar aos mecanismos de buscas que uma URL específica representa a cópia de uma página. O uso da tag canônica evita problemas causados por conteúdo idêntico ou “duplicados” aparecendo em várias URLs. Na prática, a tag canonical informa aos mecanismos de buscas qual versão de uma URL você deseja que apareça nos resultados da pesquisa.

Como configurar as urls canônicas no Magento

O Magento é amplamente considerado como a plataforma de e-commerce mais amigável para mecanismos de pesquisa disponível no mercado. Essa plataforma, além de ter recursos avançados, oferece aos usuários uma flexibilidade incomparável para gerenciar conteúdo, aparência e funcionalidade e agora vamos ver como configurar as urls canônicas no Magento.

1º Faça o login no painel administrativo e navegue no menu: Sistema > Configuração

Canonical – O que é e como usar no Magento? 1

 

2º Na coluna do menu à esquerda, escolha a opção Catálogo e abra a aba Otimização dos Mecanismos de Buscas

Canonical – O que é e como usar no Magento? 2

 

3º Verifique se o campo Use Meta Marca Link Canônico Para Produtos está definido como “Sim”:

Canonical – O que é e como usar no Magento? 3

 

Não altere os campos para “Não”, caso tenham sido definidos anteriormente como “Sim”. Isso pode levar à destruição das conquistas de SEO

Salve as alterações se você aplicou alguma e limpe o cache.

 

TAGS CANÔNICAS NA CATEGORIA
Por que não fizemos a configuração na aba “Use Meta Marca de Link Canônico Para as Categorias” para usar meta tag canonical nas categorias?

Simplesmente porque você não conseguirá controlar a situação manualmente. Portanto, o campo acima mencionado deve ser definido como “Não”.

Canonical – O que é e como usar no Magento? 4

 

Para que você possa adicionar a tag canônica manualmente:

Logado no painel administrativo, vá em Catálogo> Gerenciar categorias:

Canonical – O que é e como usar no Magento? 5

 

Escolha a categoria que você deseja adicionar a tag canônica e vá atá a aba: Personalizar Design:

Canonical – O que é e como usar no Magento? 6

 

Na área de Custom Layout Update, preencha com o código abaixo:

<reference name=”head”>
<action method=”addLinkRel”>
<rel>canonical</rel>
<href>https://meusite.com.br/categoria-feminina.html</href>
</action>
</reference>
Salve as alterações e check o código fonte da página da categoria. Ela deve estar da seguinte maneira:
<link rel=”canonical” href=”meusite.com.br/categoria-feminina.html” />

Por que a canonização de tags é importante?

Conteúdo duplicado é um assunto complicado, mas quando os mecanismos de buscas rastreiam muitas URLs com conteúdo idêntico (ou muito semelhante), ele pode causar vários problemas de SEO para seu e-commerce. Primeiro, se os rastreadores de buscas precisarem percorrer muito conteúdo duplicado em seu site, eles poderão perder parte do seu conteúdo exclusivo. Segundo, a duplicação em larga escala pode diluir sua capacidade de classificação nas páginas de buscas. Por fim, mesmo que seu conteúdo seja classificado, os mecanismos de buscas podem escolher a URL errada como o “original”. O uso da canonização ajuda a controlar seu conteúdo duplicado.

Problema com URL

Você pode estar pensando “Por que alguém duplicaria uma página?” e suponha erroneamente que a canonização não é algo com que você deva se preocupar. O problema é que nós, como seres humanos, tendemos a pensar em uma página como um conceito, como a sua página única. Para os mecanismos de buscas, porém, cada URL exclusiva é uma página separada.

Por exemplo, os rastreadores de buscas podem acessar sua página inicial das seguintes maneiras:

  • http://www.exemplo.com.br
  • https://www.exemplo.com.br
  • http://exemplo.com.br
  • http://exemplo.com.br/index.php
  • http://exemplo.com.br/index.php?

Para um humano, todos essas URLs representam uma única página. Para um rastreador de pesquisa, porém, cada uma dessas URLs é uma “página” exclusiva. Mesmo neste exemplo limitado, podemos ver que há cinco cópias da página inicial em jogo. Na realidade porém, esta é apenas uma pequena amostra das variações que você pode encontrar.

Os modernos sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) e sites dinâmicos controlados por código agravam ainda mais o problema. Muitos sites adicionam tags automaticamente, permitem vários caminhos (e URLs) para o mesmo conteúdo e adicionam parâmetros de URL para pesquisas, classificações, opções de moeda etc. Você pode ter milhares de URLs duplicados no site e nem perceber.

Práticas recomendadas para tags canônicas

Problemas de conteúdo duplicados podem ser extremamente complicados, mas aqui estão algumas coisas importantes a serem consideradas ao usar a tag canonical:

1. Tags canonicais podem ser autorreferenciais
Tudo bem se uma tag canonical apontar para uma URL específica. Em outras palavras, se as URLs X, Y e Z forem duplicadas e a url X for a versão canônica, não há problema em colocar a tag apontando para X na URL X. Isso pode parecer óbvio, mas é um ponto comum de confusão.

2. Canonize proativamente sua página inicial
Como as duplicatas da página inicial são muito comuns e as pessoas podem criar um link para a sua página inicial de várias maneiras (que você não pode controlar), geralmente é uma boa ideia colocar uma tag canonical no modelo da sua página inicial para evitar problemas imprevistos.

3. Verifique suas tags canonicais dinâmicas
Às vezes, um código incorreto faz com que um site grave uma tag canonical diferente para cada versão da URL (perdendo completamente o ponto inteiro da tag canonical). Verifique suas URLs, especialmente em e-commerce e direcionados a CMS.

4. Evite sinais mistos
Os mecanismos de pesquisa podem evitar uma tag canonical ou interpretá-la incorretamente se você enviar sinais mistos. Em outras palavras, não canonize a página A-–> página B e, em seguida, a página B-–> página A. Da mesma forma, não canonize a página A-–> página B e, em seguida, 301 redirecione a página B-–> página A. Também geralmente não é uma boa ideia encadear tags canonicais (A -> B, B -> C, C – -> D), se você puder evitá-lo. Envie sinais claros ou force os mecanismos de buscas a fazer más escolhas.

5. Tenha cuidado ao canonizar urls quase duplicatas
Quando a maioria das pessoas pensa em canonização, pensa em duplicatas exatas. É possível usar a tag canônica em duplicatas próximas (páginas com conteúdo muito semelhante), mas vá com cuidado. Há muito debate sobre esse tópico, mas geralmente é bom usar tags canonicais para páginas muito semelhantes, como uma página de produto que difere apenas por algum atributo pequeno do produto. Lembre-se de que as versões não canonicais dessa página podem não ser elegíveis para classificação e se as páginas forem muito diferentes, os mecanismos de buscas poderão ignorar a tag.

Como auditar suas tags canonicais para SEO

Ao auditar suas tags canonicais, vale a pena verificar várias coisas para obter o melhor desempenho de SEO. Aqui está uma lista de verificação:

  • A página possui uma tag canônica?
  • A configuração da tag canonical aponta para a página certa?
  • As páginas são rastreáveis e indexáveis?

Um erro comum é apontar a url canonical para uma URL bloqueada pelo robots.txt ou definido como “noindex”. Isso pode enviar sinais mistos e confusos para os mecanismos de buscas.

 

Fonte de exibição

Na maioria dos navegadores, você pode clicar com o botão direito do mouse para visualizar o código-fonte.

No código-fonte, procure a tag canonical no <head>.

Por:Alexsandro Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *